Estas crianças acharam piada a brincadeira absurda proposta pela professora. Mas depois elas arrependeram-se bastante

Esta professora decidiu fazer um jogo com os seus alunos. Ela disse ás crianças que, quando chegassem a casa, que fossem buscar um saco de plástico e colocassem uma batata por cada pessoa que elas odiavam.

Então ela pediu que elas trouxessem a saca para a escola no dia seguinte.

Quando as crianças chegaram a escola no dia a seguir, elas carregavam as suas sacas de plástico cheias de batatas.

Algumas continham, duas, outras três, algumas das crianças chegavam a ter meia dúzia de batatas com elas.

A professora disse aos alunos que durante essa semana eles deviam levar as sacas com eles para todo o lado.

As crianças fizeram como a professora disse, e no inicio acharam engraçado andar com as batatas por todo lado, mas com o passar dos dias as batatas começaram a apodrecer e a cheirar mal e as crianças já começavam a ficar cansadas de levar aquele peso extra.

No final da semana elas ficaram felizes por a brincadeira ter acabado.

No ultimo dia do jogo a professora perguntou:

“Então meninos gostaram da brincadeira, foi divertido carregar aquelas batatas para todo o lado?”

A turma concordou em uníssono que não tinha sido nada divertido carregar as batatas mal cheirosas e pesadas para todo o lado, e ficaram contentes por terem acabado com a brincadeira das batatas.

Então a professora revelou a intenção atrás desse jogo, e disse-lhes que o sentido da brincadeira era:

“Essas batatas são como o ódio que carregamos nos nossos corações. Ele nos sobrecarrega e a podridão torna as nossas vidas infelizes. Voces carregaram essas batatas por uma semana. Imaginem carregar um odio no coração pela vida toda.”

Tirar o ódio do coração e perdoar os outros é a melhor forma de aproveitar uma vida longa e feliz!