São estas as imagens que marcaram 2016

Veja uma selecção das fotos e relembre momentos mais marcantes deste ano por todo o mundo.

Jackeline, 26 anos, segura o filho de quatro meses na frente de casa dela, em Olinda, Brasil, em 11 de Fevereiro de 2016



No começo do ano, cientistas do mundo inteiro iniciaram uma corrida para entender a relação entre o vírus Zika e o aumento do nascimento de bebés com microcefalia na América do Sul. O Brasil registou cerca de 4 mil casos de microcefalia desde Outubro de 2015 – um número recorde. Em resposta, a Organização Mundial de Saúde decretou estado de emergência global.

 

Robin Roy reage ao ser cumprimentada pelo então candidato Donald Trump num comício em Lowell, Massachusetts, em 4 de Janeiro de 2016.

Uma eleitora foi surpreendida ao ser cumprimentada por Donald Trump, então candidato à presidência dos Estados Unidos, durante comício na cidade de Lowell, Massachusetts, em Janeiro. Quando Trump entrou na corrida presidencial americana, tinha poucas chances de vitória. Depois de uma campanha acirrada, Trump virou o jogo e surpreendeu o mundo ao se eleger.

 

Obama e Michelle dançam tango durante jantar de estado no Centro Cultural Kirchner em Buenos Aires, na Argentina, em 23 de Março de 2016.

O presidente Barack Obama e a primeira-dama Michelle arriscam passos de tango durante um jantar oficial, na visita que fizeram à Argentina, em Março.

 

Ieshia Evan é detida ao protestar contra a morte de Alton Sterling perto do Departamento de Polícia de Baton Rouge, na Louisiana, em 9 de Julho de 2016.

A enfermeira Ieshia Evans, de 27 anos, tornou-se símbolo do movimento “Black Lives Matter” depois que esta foto tornou-se viral nas redes sociais. Ela foi presa, em Julho, ao participar de um protesto contra assassinatos de negros desarmados cometidos pela polícia americana, em Baton Rouge, na Louisiana.

 

Manhattanhenge, Nova York, em 11 de Julho de 2016

No dia 11 de Julho, este flagrante foi registado em Nova York: o pôr do sol em perfeito alinhamento com os arranha-céus da cidade. Quem viu disse que a imagem lembrava uma cena da mística Stonehenge, onde fica o misterioso círculo de pedras dos druidas, na Inglaterra. Aquele momento foi baptizado de ‘Manhattanhenge’.

 



Homem ensanguentado perto da ponte do Bósforo, em Istambul, em 16 de Julho de 2016.

Durante a tentativa de golpe militar na Turquia, a ponte sobre o Bósforo, em Istambul, foi palco de confrontos entre os soldados que queriam derrubar o governo e os seguidores do presidente Recep Tayyip Erdogan. O violentos confrontos ocorreram depois que o presidente fez um apelo à população para que saísse às ruas e resistisse ao golpe. Os militares rebelados haviam tomado o controle da ponte – que liga a Europa à Ásia.

 

Pessoas caminham num observatório em  vidro transparente de Zhangjiajie, na Província de Hunan, em 1 de Agosto de 2016.

Uma das atracções turísticas da China é uma ponte de vidro, de 100 metros de extensão, a 1.518 metros de altura, no monte Tianmen. A montanha fica na província de Hunan, região central do país. A foto deixa claro o significado de Tianmen: Porta do Céu.

Multidão reunida diante da pintura de David Bowie, em Brixton.

Uma multidão se reúne diante de um mural representando o cantor David Bowie, em Brixton, bairro onde nasceu, no sul de Londres. Assim que souberam da morte do ídolo, no dia 11 de Janeiro, aos 69 anos, vários fãs foram ao local, para deixar flores, homenagens e cantar músicas suas.

Beyoncé e Kendrick Lamar no Black Entertainment Television (BET) Awards em Los Angeles

Beyoncé foi a grande surpresa, em Junho, na abertura do BET Awards, que premia artistas afro-americanos, em Los Angeles. Ela cantou e dançou ‘Freedom’ com Kendrick Lamar, no palco transformado em piscina. A estrela, no entanto, não ficou para receber o prémio porque tinha um show em Londres. Quem a representou foi sua mãe, Tina Knowles.

Migrantes, a maioria da Eritreia, saltam para a água, no Líbia, em Agosto de 2016.

Pelo menos 3.800 migrantes morreram em tentativas de travessias no Mar Mediterrâneo em 2016, segundo a agência das Nações Unidas para os refugiados (UNHCR). Na foto, migrantes da Eritreia caem de um barco superlotado durante uma operação de resgate no norte de Sabratha, na Líbia, em Agosto.



 

Abbey D’Agostino e Nikki Hamblin da Nova Zelândia, em 16 de Agosto de 2016 , no Rio de Janeiro.

Duas corredoras foram celebradas como verdadeiras atletas olímpicas, na Rio 2016, após colidirem e pararem, em momentos diferentes das eliminatórias dos 5.000 metros, para ajudar a rival caída na pista. A americana Abbey D’Agostino (dir.) é incentivada pela neo-zelandesa Nikki Hamblin (esq.). Pouco depois, foi a vez de Hamblin ajudar D’Agostino, que mancava e também acabou caindo.

Usain Bolt na Rio 2016, em 14 de Agosto de 2016.

O jamaicano Usain Bolt ainda encontra tempo para sorrir para as cameras ao vencer com facilidade a semifinal dos 100 metros, em Agosto, na Olimpíada Rio 2016. O flagrante se transformou em meme na internet. Mais tarde, Bolt venceu a final da prova com o tempo de 9,81 segundos – seu terceiro ouro olímpico nos 100 metros.

Omran Daqneesh em 17 de Agosto de 2016.


O mundo se comoveu com a foto do menino sírio, ensanguentado e em choque depois de ser retirado dos escombros de um prédio bombardeado em Aleppo, no mês de Agosto. A imagem de Omran Daqneesh, de 5 anos, sentado na ambulância, foi divulgada por activistas que denunciavam os horrores da guerra na Síria.

 

Soldados congoleses e homem preso, 24 de Agosto de 2016.


Soldados carregam um civil preso durante violentos protestos na cidade de Butembo, na República Democrática do Congo. As manifestações, que ocorreram em Agosto, eram em protesto contra os conflitos tribais na região. Dias antes, grupos rebeldes haviam assassinado 30 pessoas na área. Os militares atribuíram as mortes aos rebeldes das Forças Democráticas Aliadas.

 

Sírios carregando bebés.


Pais carregando seus bebés caminham em meio aos escombros de prédios destruídos por um bombardeio aéreo na cidade síria de Aleppo, em 11 de Setembro. Um cessar-fogo havia sido acertado para que o socorro chegasse à população, mas a Rússia acusou os Estados Unidos de não respeitarem termos do acordo.

 

Devotos carregam imagem de Ganesha, em Mumbai, Índia, em 15 de Setembro de 2016.


Peregrinos carregam uma imagem de Ganesha, o Deus hindu da prosperidade, pelas ruas de Mumbai, na Índia. Ganesha é homenageado com um festival que dura 10 dias, em Setembro.

Pessoas esperam alimento em Qayyara, no sul de Mossul, em 21 October 2016.


A ofensiva militar para retomar o controle da cidade de Mossul, no norte do Iraque, levou milhares de pessoas a abandonarem suas casas. O ataque foi lançado no dia 17 de Outubro, mais de dois anos depois que os insurgentes do Estado Islâmico capturaram grande parte das cidade do norte e oeste do país. Os combates por Mossul continuam.

Rainha Elizabeth 2ª em Poundbury, em 27 de Outubro de 2016


A rainha Elizabeth 2ª visita um supermercado na cidade-modelo de Poundbury, após inaugurar uma estátua retratando sua mãe, também chamada Elizabeth, conhecida no país como Rainha-Mãe, em Outubro. Poundbury fica nos arredores de Dorchester, no sudoeste da Inglaterra, e foi planeada pelo príncipe Charles, segundo as ideias que o herdeiro do trono britânico expôs no livro ‘A Vision of Britain’, de 1989, sobre o que seria, na sua visão, a cidade ideal.

Lua sobre a Uppatasanti Pagoda, em Naypyitaw, Myanmar, em 14 de Novembro de 2016.


Em Novembro, a Lua esteve na trajectória mais próxima da Terra desde 1948. Os países da Ásia assistiram ao fenómeno da ‘Superlua’, mas o mau tempo prejudicou a observação na Europa e em vários países das Américas. Aqui, a Lua sobre o templo budista de Uppatasanti, em Myanmar.