“Parecia que ele queria me comer viva”. Esta é a última lembrança de um relacionamento que um dia foi feliz.

Melody Moon e Jamie Mitchell, de Yeovil, na Inglaterra, se conhecem desde a infância. Eles até frequentaram a mesma escola primária. Anos depois, quando Jamie ajudou Melody a conseguir um emprego no gastro-pub onde ele estava trabalhando, o relacionamento deles se tornou romântico e eles começaram a namorar. Mas depois de apenas um ano, um lado sombrio começou a se desenvolver no relacionamento.

No início, Melody estava completamente apaixonada por Jamie e o jovem casal passava todo o tempo que tinham livres juntos. Mas Jamie se tornou cada vez mais obsessivo e reclamava quando Melody não passava a noite com ele. As amigas dela começaram a alertá-la de que Jamie não era bom para ela. Apesar de tudo isso, Melody permaneceu fiel ao namorado e continuou a relação.




Mas, com o passar do tempo, os sentimentos de Melody começaram a mudar e ela começou a tentar se distanciar de Jamie. Ela até desistiu do emprego no pub para que não tivesse que vê-lo com tanta frequência. Jamie podia sentir que ia perder a estribeiras com ela. O ciúme de Jamie ficou tão intenso que realmente chegou a um confronto violento em que ele quase empurrou Melody de uma janela no segundo andar. Depois desse incidente, Melody terminou o relacionamento para sempre e evitou Jamie a todo custo.

Não muito tempo depois disso, um encontro na rua por acaso uniu os dois novamente. Jamie sentia remorso e alegou que queria recompensá-la, talvez tentar novamente. Melody estava cética, mas aceitou ir com Jamie até a casa da mãe dele para conversar sobre a relação. Infelizmente, essa acabaria sendo a pior decisão da vida dela.

Quando eles chegaram na casa, Melody podia sentir que algo estava errado. O olhar de remorso no rosto de Jamie havia sumido e tinha sido substituído por algo muito mais sinistro. Ela nunca irá esquecer o que aconteceu depois: “De repente, Jamie me socou até eu cair no chão e agarrou o meu pescoço. Ele disse ‘você vai morrer’ e me arrastou pelo cabelo até o sofá. Ele disse que ia morder o meu rosto para que nenhum homem me olhasse novamente. Quando o rosto dele se aproximou do meu, eu me dei conta, pasma, de que ele estava perfurando a minha pele com os dentes, mordendo minha bochecha, lábios e orelhas”, relembra a jovem, atordoada. O ataque foi brutal. Jamie havia quebrado o nariz dela, o osso da face e a cavidade ocular direita. O rosto dela estava coberto de marcas de mordidas profundas e ela tinha vários outros machucados pelo resto do corpo.



“Jamie havia me mordido 21 vezes. Parecia que ele queria me comer viva”, lembra Melody. Quando ela se olhou no espelho, ela não pôde se reconhecer: “Eu achei que Jamie tinha razão, ninguém nunca mais iria olhar para mim de novo. Eu parecia um monstro.”

O terrível ataque deixou Melody com mais do que cicatrizes no rosto. A jovem de 25 anos sofre de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), e atualmente está passando por tratamento psicológico. Ela também está vivendo em uma instituição para mulheres que sofreram abuso até se sentir pronta para encarar a vida por conta própria novamente.




Jamie foi apreendido pela polícia e acusado por crime de agressão. Mas ele teve a pena de dois anos e meio suspensa e recebeu apenas uma ordem de restrição, que o proíbe de entrar em contato com Melody novamente. Ele também foi sentenciado a um completar um curso de 30 dias, que vai ajudá-lo a lidar com seus problemas de relacionamento.

Melody ainda está lidando com as cicatrizes emocionais e físicas causadas por Jamie e tem medo de começar um novo relacionamento com qualquer pessoa.

Essa é uma história trágica, mas tem uma lição a ser aprendida: se você ou qualquer pessoa que você conhece é vítima de violência doméstica, procure ajuda antes que seja tarde demais. Todas as regiões oferecem serviços especiais que ajudam mulheres a escaparem de relacionamentos abusivos, mas eles não podem ajudar se você não os procurar. Ninguém deve sofrer o horror que Melody teve que aguentar. Uma campanha também deve ser feita: os juízes não deveriam entender quão perigosa uma pessoa como Jamie é e dar a ele uma sentença mais apropriada para esse crime?