Homem desmaia no aeroporto e então os estranhos percebem a razão!

Em 2012, Dyan juntamente com a sua esposa Alik fugiram da aldeia onde viviam no Sudão que tinha sido destruída pela guerra e foram para campos de refugiados na África. No meio do caos as evidências escritas sobre o seu casamento foram destruídas e Dyan acabou por ficar separado da sua mulher e dos seus filhos.

Quando Alik chegou a Fort Worth, no Texas, ela estava grávida do seu terceiro filho. Não tinha ideia se voltaria a ver Dyan novamente ou não!


Molly e Mary Claire, duas mães de Fort Worth, inscreveram-se como voluntárias numa agência de reassentamento de refugiados chamada Catholic Charities. Molly e Mary Claire combinaram com Alik e a sua família, pelo qual formaram uma ligação inquebrável com a mãe grávida e aterrorizada. Eles estavam lá mesmo quando Alik deu à luzo seu terceiro filho.

Com a ajuda desse grupo católico, Molly e Mary Claire conseguiram receberam a Alik e os seus filhos. Dyan, que estava preso no campo de refugiados, não tinha visto o seu filho de 8 anos visto desde que o menino tinha quatro anos de idade e, quanto ao seu terceiro filho nunca o tinha conhecido.

Embora já não existisse muita esperança para voltar a unir Alik a Dyan, Molly e Mary Claire fizeram tudo o que poderam. Eles falaram com assistentes sociais, apresentaram documentos e conversaram com políticos e advogados de imigração mas eles diziam sempre a mesma coisa: “Será um milagre se isso acontecer“.

Então, quatro anos depois que Dyan e Alik foram separados, a esperança e a fé prevaleceram. Não perca o encontro que teve lugar no Dallas / Fort Worth Airport.