Comer cerejas deixou este homem as portas da morte… Ele nunca imaginou que o caroço pode matar

Ele nunca imaginava que comer cerejas desta forma o fosse deixar perto da morte…

A fruta é boa para a saúde e somos encorajados a comer várias peças ao dia para manter uma dieta saudável. No entanto, alguns frutos podem ser prejudiciais à saúde. Isto foi o que um jovem pai britânico aprendeu ao provar cerejas.

Matthew Creme, um jovem pai de 28 anos, estava a comer cerejas quando trincou um caroço e encontrou uma semente por dentro com um “textura de amêndoa”. Então, decidiu, devido à sua curiosidade, trincar três caroços para ver o que estes continham.

Uns minutos depois de comer os caroços das cerejas, o jovem começou a ter dores de cabeça fortes e febre. Ele consultou os serviços médicos e foi admitido por envenenamento. Um antídoto foi-lhe administrado.

As cerejas contêm amigdalina, uma substância tóxica que se encontra em várias espécies vegetais, que é transformada em cianeto depois de ingerida. São as amêndoas que se encontram dentro do caroço que contêm este veneno. De acordo com a Agência Canadense de Inspeção dos Alimentos (ACIA) a dose letal de cianeto varia entre 0.5 e 3g por kg de peso corporal.

As cerejas não são os únicos frutos cujo caroço pode ser tóxico.

Essa mesma substância (amigdalina) também está presente no caroço da macã, do damasco, ameixa, do pêssego e nas sementes da pera. Por isso, o melhor é descartá-los. A castanha de caju crua também é prejudicial ao organismo. Ela possui uma toxina chamada urushiol, que pode gerar dermatite ou inflamações na pele e, em último caso, até matar. Por isso, o ideal é que ela seja consumida após ser torrada.