Cachorrinha come maconha e a dona liga ao veterinário a pedir ajuda. A resposta dele é inacreditável ao ponto de ser ridícula

Este insólito foi retratado por esta mulher ao veterinário da sua cadela Ruby, a resposta dele para alem de inacreditável tem deixado alguns veterinários transtornados com irresponsabilidade perante a gravidade da situação.

 


Um veterinário depois de ouvir este testemunho relatou com preocupação:

“Eu fico bem preocupado de ver umas postagens dessas, principalmente sendo veterinário.
A ingestão de maconha por cães não é brincadeira. Podem ocorrer intoxicações com sinais cardiovasculares,gastrointestinais e neurológicos graves. Alguns casos podem, inclusive, resultar em coma ou morte.
Tá certo que, no caso, a tutora disse que o cão havia ingerido apenas uma “bituca” por acidente; mas talvez ela pode ter ficado meio sem graça e alterado a história.
Portanto, se algum cão comer maconha, não se deve colocar um Bob Marley para ele escutar, e sim, levar a um veterinário para que seja induzido vómito o quanto antes; além de um monitoramento de sinais vitais.”

 

Segundo o que o Bligz pode apurar este relato não é único e já aconteceu o mesmo com outro cachorrinho de porte pequeno.

 
Esse é o AMENDOIM, um simpático chihuahua que achou um brownie de maconha na mochila de um cara, que foi visitar seus donos:

Os donos perceberam que ele tava meio estranho quando ele parou num canto e ficou olhando pro nada, imóvel…


Após várias tentativas de chamar a atenção dele, sem sucesso, ele foi levado ao veterinário e tratado.
Amendoim passa bem depois de ter limpado o estupefaciente do sistema.

A cara de felicidade dele fala por si, mas no entanto vários veterinários estão a ficar preocupados com a frequência destes acontecimentos.
 
O efeito de cannabis nos cães é letargia, perda de equilíbrio, descida de pressão arterial, problemas respiratórios, incontinência e pode até mesmo levar a morte.