10 alimentos venenosos que voce come sem saber

A espécie humana é a única espécie que vai contra os seus instintos básicos de sobrevivência. E como tal temos a audácia de comer determinados alimentos que contem propriedades venenosas e prejudiciais para a saúde.

 

1 – Mandioca


Nos países tropicais a mandioca é vista como a terceira fonte de calorias mais importante, a mandioca é muito saborosa e importante para a sua dieta. No entanto, as raízes e folhas, quando não feitas de maneira correta, soltam o cianeto de hidrogênio, um elemento tóxico.

A mandioca necessita ser preparada com muito cuidado, e para que o veneno seja eliminado, é essencial cozinhar ou fermentar a planta em altas temperaturas.

2 – Caroço e sementes de frutas



Maça

A maçã é uma das frutas mais consumidas pelo preço econômico e pela praticidade de se comer em qualquer horário, mas suas sementes tem cianeto em uma concentração mínima. Então, sempre que você for comer uma maçã, tire as sementes!

Cereja (Ameixa, Damasco, Pêssego)

A cereja é uma fruta bastante saborosa, mas pode fazer mal pela liberação de acido cianídrico, que desencadeia dores de cabeça, vômitos e confusão mental. Então, é preciso retirar a cereja de sua dieta para sempre?

Não, ela só se transforma em um problema quando ingerida em altíssimas quantidades, o que é bem incomum. O caule da cerejeira também é uma fonte de toxina, mas este não costuma ser consumido. Então, ela é um dos alimentos venenosos que te matam pouco a pouco, mas apenas se houver exagero de sua parte.

Amêndoas

Apesar de serem bastante populares em função do gosto marcante, as amêndoas amargas também contém aquela substância nociva já mencionada: o cianeto. Mas, calma, a sua fabricação acaba com qualquer rastro do veneno.

Entretanto, alguns países até proíbem a sua venda, como, por exemplo, a Nova Zelândia. No fim das contas, é preciso cozinhar de forma apropriada e nunca cometer excessos com esses alimentos a fim de manter a saúde.

 

3 – Noz Moscada



Não, ela só se transforma em um problema quando ingerida em altíssimas quantidades, o que é bem incomum. O caule da cerejeira também é uma fonte de toxina, mas este não costuma ser consumido. Então, ela é um dos alimentos venenosos que te matam pouco a pouco, mas apenas se houver exagero de sua parte.

 

4 – Pimenta (malagueta ou piri-piri)

A pimenta é praticamente uma paixão nacional: ela está em diversos pratos e dá um toque especial e picante aos alimentos, deixando-os mais saborosos. Mas saiba que, se consumida em excesso, a pimenta pode levar à morte devido às toxinas características que ela possui.

O que evita a intoxicação é a ingestão moderada, até porque ninguém come um prato cheio de pimenta, certo? A substância que dá o sabor picante se chama capsaicina, e é o que torna a pimenta tão atrativa.

 

5 – Tomate

O tomate faz parte da mesa de milhões de pessoas todos os dias. Os caules e as folhas possuem glicoalcaloides, o que podem causar nervosismo em taxas elevadas e problemas gastrointestinais.

Caso você sinta a necessidade de usar essas partes da planta para dar um gostinho a mais na salada, é fundamental retirar qualquer veneno antes de consumir por meio de um cozimento caprichado.

 

6 – Batata



A batata é um alimento que vai bem de quase todo jeito: em purês, frita, cozida, grelhada. Mas ela é outro alimento que, assim como o tomate, contém glicoalcaloides nas folhas, substância altamente prejudicial.

Apesar de a folha não ser consumida, a substância também pode estar na própria batata. Uma maneira eficaz de identificar se há glicoalcaloides em excesso na batata, é pela sua cor: o excesso da substância faz o alimento ficar verde.

 

 

7- Peixe

O peixe é supostamente um dos alimentos mais saudáveis que se deve comer. Excelente fonte de proteína e de muitos outros nutrientes, o peixe contém as gorduras ómega-3 DHA e EPA.

No entanto, alguns tipos de peixe podem conter elevados níveis de mercúrio, que é tóxico. E a exposição ao mercúrio tem sido associada a graves problemas de saúde.

As espécies mais consumidas são sardinha, carapau, polvo, pescada e peixe-espada. O polvo e a sardinha são os peixes preferidos dos portugueses que comem 57 quilos de pescado por ano per capita, um consumo que obriga a importar dois terços do que chega aos pratos.

O que têm a maior quantidade de mercúrio são:

  • Tubarão
  • Peixe espada
  • Agulha

Os que têm alta concentração de mercúrio, mas menos do que os anteriores:

  • Cavala
  • Corvina (do Pacífico)
  • Bacalhau negro
  • Robalo chileno
  • Atum

 Fugu (Baiacu ou peixe-balão)


Como o baiacu contém uma glândula de veneno, o consumo de sua carne exige a retirada prévia da glândula com cuidado extremo. Uma vez retirada a glândula, a carne do baiacu torna-se um tradicional ingrediente para sashimi.

 

8 – Cogumelos

Existem milhares de espécies de cogumelos, mas só algumas podem ser consumidas pelo ser humano. O shiitake, por exemplo, são muito apreciados pelo seu gosto característico.

Mas o problema está na hora de distinguir  os cogumelos que são comestíveis dos que são venenosos. Existem maneiras específicas de se identificar os comestíveis, mas essas maneiras não são infalíveis. Algumas espécies de cogumelo podem até matar um ser humano adulto.

 

Gostou deste artigo, partilhe com os seus amigos e familiares esta informação importante.