5 dicas para vender o seu carro rapidamente

(Última atualização em: 27 Fevereiro, 2018)

Foram muitos e muitos quilômetros de estrada. Idas e vindas do trabalho, passeios, viagens, e até para momentos de emergência. Depois de alguns (ou muitos) anos de parceria, você chegou à conclusão que é a hora de trocar, seja pela vontade de ter um modelo melhor (ou maior), ou pela necessidade do dinheiro que essa venda pode proporcionar e por isso quer vender carro rápido.

Para isso, algumas medidas e precauções simples podem te ajudar a fechar negócio enquanto seu carro aguarda na garagem por um novo dono.

Como saber a hora certa de trocar de carro?

Primeiramente, é preciso avaliar o momento e fazer algumas contas. Coloque no papel o quanto você gasta em troca de peças e revisões. Se o gasto anual for maior que 10% do valor de venda, esse pode ser um bom indício, afinal de contas, quanto mais tempo passa, mais ele perde sua durabilidade e as idas à oficina ficam mais constantes.

Outra dica que pode ser interessante é ficar atento ao mercado de novos lançamentos. Uma nova versão do modelo que você quer vender foi produzida recentemente? O seu deixou de ser fabricado? Tudo isso afeta no valor de revenda.

A propaganda é alma do negócio
Quando você chega numa concessionária, seja de novos ou usados, você percebe que todos os modelos em exposição estão limpos, encerados, brilhando. Até mesmo numa propaganda, em que um daqueles utilitários aparece passando na lama e se sujando todo. No fim ele vai aparecer limpinho.

O cuidado com a aparência do veículo é fundamental. Na hora de anunciar, por mais que ele esteja alinhado, balanceado e com peças novas, ele precisa estar em perfeitas condições também na parte de fora, já que é a primeira coisa que os interessados vão ver.

Arranhões, amassados e riscos diminuem o valor de venda. Avalie um serviço de funilaria. Investir no carro é um bom negócio mesmo na hora de vender. Se possível, passe uma cera na lataria, para que fique exatamente iguais àqueles que você viu nas lojas. Isso certamente vai atrair mais possíveis compradores.

Capriche nas fotos
Agora que você já está com o carro pronto para ser vendido, chegou a hora de anunciá-lo. A internet é sempre uma boa opção. Há vários sites dedicados a esse tipo de comércio. Só que de nada adianta você ter um carro revisado, limpo e sem riscos, se na hora da apresentação você não souber como mostrar isso direito.

Tire boas fotos, pode ser com o celular mesmo, se possível com uma câmera com boa resolução. Mostre o veículo em todos os ângulos, de perto e de longe, mas sem repetir as fotos. Valorize o que ele tem de mais bonito. Imagine que você seja o comprador, vai querer ver todos os detalhes bem de perto, certo?

Não se esqueça de caprichar também no texto, acrescentando todos os detalhes técnicos. Descreva tudo que você acha importante que faça ele ser um bom carro.

Pesquise preços antes de fechar negócio

Se você faz isso na hora de comprar, por que não faria isso na hora de vender? Aproveite que seu carro está anunciado naquele site e pesquise o preço de outros modelos iguais.

O seu tem airbag, direção hidráulica, trava elétrica ou outro item que os outros não têm? Então ele vale mais. Uma boa ideia é acompanhar a tabela da FIPE, que traz a média dos preços de centenas de veículos.

Na hora de negociação, porém, tudo pode mudar. Se o seu carro tiver muita procura, vale a pena manter o preço que você tem em mente. Mas se não houver tantos interessados assim e a necessidade do dinheiro for muito alta, talvez valha a pena diminuir um pouco o valor cobrado.

Acompanhe todo o preço de transferência do veículo
Não é porque você conseguiu vender carro rápido que depois de fechar o negócio você pode relaxar. Antes de se despedir de vez do seu antigo veículo, acompanhe todo o processo de transferência e, se possível, vá até o cartório com o comprador.

Você não vai querer que chegue em sua casa cobranças de multas de um carro que nem é mais seu.