Alho vindo da China está repleto de metais pesados e substâncias tóxicas! Deves saber como o identificar!

É importante que saber identificar este tipo de alho contaminado, que tem vindo a ser exportado da China.

O alho é maravilhoso. Ele é comprovadamente um potente antibiótico natural.

São vários os seus benefícios: combate vírus e bactérias, fortalece a imunidade, limpa as artérias, ajuda a controlar o colesterol e a pressão arterial, elimina gripe e diversas viroses…

Mas infelizmente hoje em dia é preciso saber a procedência do alho que se compra. Tente saber a origem do alho que está a comprar.

Se for alho chinês, cuidado! Na China, o controlo de qualidade é um enorme problema.

Potenciais Perigos da Importação do Alho Chinês

[adinserter block=”8″]
Antes de passarmos à distinção há que perceber a realidade do mercado do alho. O consumo desse alimento no Brasil é bastante elevado, estamos falando nas centenas de milhares de toneladas. Sendo que os produtores nacionais não conseguem produzir tanto alho e principalmente nem a um custo tão baixo quanto o alho importado da China. As condições laborais lá são menos controladas, os ordenados mais baixos, logo os custos de produção são menores. Isso representa um perigo para o mercado nacional, mesmo com as medidas antidumping em que as caixas de alho chinês são taxadas na alfândega, ele continua a um preço bastante apetecível. Um outro perigo mais difícil de provar é o nível tóxico existente no alho chinês. Sabendo que muitos dos terrenos na China estão contaminados com metais pesados como o arsênico e o cadmio, se os alhos são plantados lá vão ficar com esses metais pesados e transmitir eles para quem os consumir. Além disso como existe menor controle no cultivo do alho, não será possível que os agricultores chineses utilizem pesticidas proibidos para aumentar a produção, não podemos esquecer que nos últimos estudos sobre a poluição chinesa, esta estava em níveis elevadíssimos e que quando chove, a água da chuva poluída contamina os solos.

Muitos agricultores chineses estão a usar pesticidas ilegais e prejudiciais para acelerar a colheita do alho e aumentar a produção.

Muitos agricultores utilizam forato e parathion, dois pesticidas proibidos pelo governo, para irrigar as culturas e economizar tempo e esforço.

Outro fator importante para a qualidade do alho na China é que o solo, em si, é tóxico e é também uma grande preocupação para a saúde.

Um relatório oficial do governo em 2014 mostrou que quase um quinto do solo da China está contaminado por metais pesados como cádmio e arsénico, bem como quantidades excessivas de pesticidas e fertilizantes.

E isso é fácil de explicar. A poluição na China atingiu níveis altíssimos. Isso tem contaminado todos os principais rios da China com grandes quantidades de produtos químicos industriais e resíduos domésticos.

O que fazer?

[adinserter block=”8″]
Tente comprar alho não produzido nesse país asiático, e de preferência, compre alho orgânico.

Se possível, plante o seu próprio alho, usando como semente um alho de boa qualidade não produzido na China.Essa informação é muito importante. O alho é um maravilhoso produto, riquíssimo em benefícios. Mas todo o seu potencial terapêutico desaparece quando se trata de um alho como o produzido na China, cheio de agrotóxicos e metais pesados.

Portanto, fique atento em relação à procedência do alho que compra. O ideal era que os nossos comerciantes tivessem consciência disso e evitassem a importação desse contaminado alho.

Algumas pistas que indicam que o alho é chinês

Ele é bonito, normalmente é grande e branco, mas é pobre em sabor e praticamente não tem ardência
É mais leve e tem menos bulbo que o alho nacional (especialmente o orgânico)