Aviso: Homem perde braços e pernas e fica desfigurado depois de ir ao dentista fazer limpeza de dentes.

(Última atualização em: 1 Junho, 2019)

Só depois de ter saído do coma é que se apercebeu que tinha perdido várias partes do seu corpo

Em dezembro de 1999, Tom Ray do Reino Unido, sofreu um pequeno corte na boca durante uma visita de rotina ao dentista. Um inconveniente menor chato, pensou ele, certo?ERRADO, mal ele sabia que dois dias depois, ele estava no hospital, em coma, no qual ficou sem os braços, as pernas e parte da cara depois de ter contraído sépsis – uma condição que aparece quando o corpo reage a uma infeção, atacandos os próprios órgãos.

Em entrevista ao Today, Tom Ray explicou que terá contraído a doença depois de ter ido ao dentista. Na altura, Tom estava a tratar uma infeção pulmonar, quando na consulta foi cortado na gengiva “com um daqueles instrumentos afiados que usam para eliminar o tártaro”. Terá sido aí que Tom apanhou a doença.

Como o estado de saúde se estava a agravar, o homem decidiu ir ao médico. Teve de esperar pelo diagnóstico e o atraso nos resultados das análises não ajudou a resolver a situação em tempo útil. “Na altura em que voltaram e mostraram o diagnóstico de sépsis, já era tarde.

Seu corpo estava inchado e coberto com uma erupção roxa. Sangue escorria de seus olhos, e sua esposa grávida de oito meses e meio, Nic, confusa e angustiada, estava ao seu lado. Dentro de poucas horas, ele estava lutando por sua vida. A sépsis mata-te em poucas horas”, disse, revelando que ficou em coma.

Só depois de acordar do coma é que se apercebeu que tinha perdido os braços e as pernas e ainda parte da sua cara. Tom teve de voltar a aprender a andar com ajuda de próteses.

Foi Sepse. A doença continuaria a reivindicar os braços, as pernas e uma grande parte do rosto de Tom. Tom descreve vividamente como é acordar para a percepção de que sua vida mudou além do reconhecimento; toda a brutalidade, toda a confusão, todo o desespero. Há detalhes pungentes e chocantes, há trauma físico e mental, há amor duradouro. Enquanto ele estava em coma, Nic deu à luz Freddy, irmão de Grace, de 3 anos de idade. Juntos, Tom e Nic revisitam a transição de volta à realidade e todas as lutas e problemas que enfrentam agora, as dificuldades financeiras, as lutas psicológicas e médicas e o longo caminho para a recuperação e aceitação, culminando no extraordinário processo de ter suas vidas dramatizadas. na versão cinematográfica de ‘Starfish’, estrelando Joanne Froggatt e Tom Riley.

Enquanto a Sepsis é o segundo maior assassino no Reino Unido, com uma estimativa de 44.000 mortes por ano apenas no Reino Unido, a conscientização pública em torno desta doença viciosa permanece relativamente baixa.

As vossas mensagens são relevantes para todos, quando o desastre atinge de repente como você lida com isso?

Sabemos que o impacto desta história nas audiências em todo o mundo é poderoso e inspirador. Partilhe!