O que a cor da cera dos teus ouvidos diz da tua saúde! De que cor é a tua?

Como a maioria dos fluidos corporais, a cera de ouvido é raramente o assunto de uma conversa. Mas o fato é que essa substância pegajosa é na verdade muito importante para o nosso corpo e pode nos dizer muito sobre nossa saúde. Parece uma ideia nojenta a princípio, mas da próxima vez que você for limpar o ouvido, você deveria dar uma olhada no que sai dele.
[adinserter block=”1″]

Uso inadequado de hastes flexíveis (cotonetes) pode causar danos ao tímpano.

Todo mundo tem cera no ouvido, que pode ser desde a cor amarelo clara até marrom escura. Ao limpar os ouvidos com hastes flexíveis (cotonetes) o indivíduo pode causar uma lesão ao órgão, além de otites externas, infecções e lesões graves ou leves na membrana timpânica, como perfurar o tímpano, e em último caso pode até precisar de uma cirurgia para correção.
Ao limpar o ouvido o indivíduo tenta retirar a cera – cerume – do ouvido, que tem a principal função de proteger. A cera é produzida por glândulas existentes no canal auditivo mais externo, sendo produzida e expelida normalmente.

O cerume recobre a pele do canal e o protege da água, que pode conter microrganismos nocivos e retém poeira e partículas de areia, impedindo danos ao tímpano.

O organismo tem um processo de auto-limpeza, a cera que fica no canal externo do ouvido seca e vira um pó, que é eliminada pelo corpo.

A melhor maneira de retirar o excesso de cera sem prejudicar o ouvido é utilizar uma toalha e fazer a limpeza logo após o banho, limpando somente até onde o dedo alcança assim a cera não será empurrada em direção ao tímpano.

Mesmo que fosse possível retirar toda a cera do ouvido, sem empurrá-la para dentro, a saúde dos ouvidos seria colocada em risco, uma vez que ela é a responsável por garantir a proteção, evitando as infecções e problemas de audição.
[adinserter block=”11″]

O que muitas pessoas não sabem é que a cera de ouvido não é apenas algum tipo de sujeira acumulada no seu ouvido. Na verdade, ela é criada pelo nosso corpo para evitar que bactérias e sujeira entrem no nosso canal auditivo, logo, essa pasta pegajosa mantém nossos ouvidos limpos, saudáveis e funcionando. A cera é uma combinação de uma longa cadeia de ácidos graxos, esqualeno e álcool.

Ainda assim, apesar da importância dessa substância, ninguém deseja vê-la escorrendo por aí. Então, quando você notar que tem um pouco demais dela na sua orelha, sinta-se livre para pegar um pano úmido e limpá-la. Se você escolher usar um cotonete, lembre-se de não colocá-lo muito fundo no seu canal auditivo, ou você corre o risco de danificar o seu tímpano.

Aqui estão alguns exemplos de diferentes cores de cera e o que elas significam para a sua saúde.

1. Amarela, molhada e pegajosa

Este é o tipo mais comum de cera em adultos. A textura molhada e pegajosa ajuda a evitar que o canal do ouvido resseque e coce.

2. Cinza

[adinserter block=”10″]

Cera cinza pode parecer incomum, mas se você a vir no seu cotonete, não precisa de preocupar. A cor cinza normalmente é apenas resultado do processo natural de limpeza do ouvido. Mas se a cera for seca e quebradiça e o seu ouvido estiver coçando, isso pode ser sinal de eczema. Se você notar esses sintomas, é melhor se consultar com um médico.

3. Amarelo pálido

Essa é a cor mais comum em crianças. As crianças tendem a produzir muito mais cera do que os adultos, mas essa produção diminui gradualmente à medida em que elas crescem.

4. Pegajosa e escura
[adinserter block=”1″]

A cera que é mais escura indica que o corpo está transpirando mais do que o normal. Quanto mais escura a cera, maior a probabilidade de que esse suor extra vá causar um odor corporal mais forte. Apesar disso, ela ainda é completamente saudável.


5. Escura e espessa

Ansiedade e estresse podem fazer com que nosso corpo produza mais cera. Muito suor também pode causar esse aumento, o que pode entupir o canal auditivo e causar surdez temporária. Se você notar que a cera do seu ouvido é escura e espessa, você deve certificar-se de limpar seu ouvido regularmente para evitar qualquer problema. Isso também é uma boa indicação de que talvez você precise encontrar maneiras de reduzir o estresse em sua vida.

6. Seca, branca e escamosa

Esse tipo de cera é perfeitamente normal e saudável. As pessoas que produzem esse tipo de cera mais frequentemente têm menos odor corporal do que as pessoas que produzem cera escura.

7. Preta ou marrom escuro

[adinserter block=”1″]

Cera de tom marrom escuro ou até preta pode parecer bastante assustadora, mas a boa notícia é que não há motivos para se preocupar. A cor escura pode apenas ser resultado de uma superprodução de cera (como a que acontece quando estamos estressados). Isso também pode significar que a cera apenas está dentro do ouvido há mais tempo. Quando ela é removida, o contato com o oxigênio a deixa com uma cor mais escura.

8. Molhada e escorrida

É normal a cera escorrer pelo seu ouvido de vez em quando, isso apenas faz parte do processo natural de limpeza. Mas quando a cera jorra em grande quantidade e contém pus ou sangue, isso é um sinal claro de tímpano perfurado. Neste caso, procure ajuda médica imediatamente.

9. Cera ensanguentada

Às vezes, cera antiga pode parecer sangue seco. Se você notar isso, procure o médico, isso pode significar que você está com o tímpano perfurado.

Como você pode ver, a cera pode ter muitas colorações e a maioria delas é completamente saudável, mesmo que não pareça. Então, da próxima vez que você estiver limpando o ouvido, analise melhor o cotonete. Isso pode te deixar com um pouco de nojo, mas também é um excelente jeito de identificar um problema e lidar com ele antes que fique sério! O ideal é fazer a limpeza com um médico otorrino, mas se a limpeza em casa for inevitável, tenha cuidado com o cotonete e tente não utilizá-lo com tanta frequência, pois o excesso de uso também desprotege o seu ouvido.