Eles deixaram o seu filho pequeno com a ama. Quando eles o viram no dia seguinte, o coração deles gelou!

(Última atualização em: 20 Fevereiro, 2018)

Estes pais deixaram seu filho de 1 ano com a ama. Quando eles o viram no dia seguinte, o coração deles quase parou.

Joshua Marbury e Alicia Quinney são dois pais de Sherwood, Oregon, nos Estados Unidos. Recentemente, eles quiseram ter uma noite só para os dois, então deixaram seu filho de um ano, Jacob, com a ama, que, a propósito, era amigo do casal (nos Estados Unidos é comum ter ama homem, e amigos e conhecidos da família podem exercer essa função informalmente). Quando eles chegaram em casa, encontraram “o ama” a dormir no sofá, enquanto a criança chorava. Mas foi só no dia seguinte que eles tiveram a real noção do que havia acontecido com o menino.
[adinserter block=”1″]

O pai de Jacob, Joshua, compartilhou no Facebook sua história, já que as autoridades locais não ajudaram em nada:
[adinserter block=”11″]

“Eu normalmente sou reservado com relação aos meus assuntos familiares porque eu não preciso deste tipo de atenção. Mas este caso é diferente. DOIS meses atrás, se não mais, meu filho de 1 ano levou um tapa no lado direito do rosto da nossa ama (vou manter esta pessoa anônima) a ponto de VÁRIOS médicos (que nos mostraram as marcas das mãos) e do investigador dizerem que isso poderia tê-lo matado. Depois de vários dias, se não semanas, estando ocupado com o trabalho (trabalho sob comissão e essa é minha única fonte de renda), nós tivemos uma confissão do agressor, dizendo que ele havia feito isso. MESMO ASSIM, esta pessoa ainda não foi presa, pois eles tinham que construir um caso e um júri que o condenasse ANTES dele poder ir preso. Um detalhe: se eu não estiver enganado (se eu dou um soco na cara de uma pessoa e alguém chama a polícia, eu seria algemado imediatamente).

[adinserter block=”10″]
Depois de DOIS meses esperando, nós soubemos que as queixas foram retiradas porque meu filho de um ano não pode dizer verbalmente que foi agredido, e que meu filho não demonstrou que estivesse com dor OU que esta pessoa fez isso “intencionalmente”. Eu estou TÃO furioso que eu não estou xingando porque espero que algo seja feito e que isso se torne viral. Eu fiz minha parte com DEUS e com os “conselhos” de vocês para não fazer justiça com minhas próprias mãos. FAÇA A SUA PARTE, vocês têm uma confissão verbal e uma evidência mostrando uma marca de mão!!!! Um morto não pode dizer quem o matou. No entanto, o mesmo não vale para um bebê, já que ele não pode falar???? Bom, um morto também não pode. ISSO É UMA BLASFÊMIA. Vocês esperaram 2 meses, se não mais, para nos dizerem isso??? Algo tem que ser feito. NINGUÉM pode bater em uma criança e sair impune porque a criança não pode te dizer verbalmente. Eu agradeceria sua ajuda na área de Portland se nós pudéssemos compartilhar isso ou marcar os jornais locais, etc.”

Nenhuma criança deveria passar pelo que este bebê passou. Compartilhe para que todos saibam e eles consigam justiça para Jacob!