Entrei a morrer naquele hospital saí de lá com dois milagres!

Esta história ocorreu a uma mulher muito corajosa e cheia de amor e fé que merece todas as nossas preces.

“Eu vinha numa rotina normal do meu cotidiano, apenas com umas seis noites com insônia, mas numa madrugada de agosto de 2011, eu tive uma experiência que mudaria para sempre a minha vida.
Tudo de repente, sem avisos, sem sintomas… Acordei no outro dia no hospital com o meu esposo, chorando ao meu lado. Sem nada entender, e sem sequer saber o que estava fazendo ali naquele quarto de hospital, ele foi me explicando o que tinha acontecido.
Dei entrada naquele hospital, com sinais vitais zero, depois de oito, eu disse (oito) convulsões. Fui pra sala de reanimação, por que estava morta, sem responder sinal algum. E depois de ficar entubada por horas, passei por uma bateria de exames, onde foi detectado um meningioma. Um tumor na minha cabeça, localizado em minha testa.

[adinserter block=”8″]
E também uma gravidez de dez semanas… Duas notícias assim, no ato. Uma preocupante e outra já planejada e esperada por nós.

Foi aí que já havia acontecido, o primeiro milagre… Eu estava viva depois de oito convulsões com um bebê em meu ventre com apenas dez semanas.
O médico responsável, que deu todos os resultados dos exames, aconselhou um aborto imediato, alegando que o meu bebê não iria resistir ao tratamento e à cirurgia que tinha que ser feita o mais rápido possível. Alegando que se resistisse viria com sequelas (sem cérebro, sem visão, sem um dos membros) devido à gravidade do meu tumor. Mas nós não concordamos, e assumimos a responsabilidade de não fazer esse aborto. Colocando tudo nas mãos de Deus, e acreditando no poder da nossa fé. Foi aí que estava por vir o segundo milagre. Depois de dez dias internada, tomando medicações fortíssimas, pra não ter mais crises e nem sentir dores, enfim o dia da cirurgia, onde retirei o tumor que com o passar dos dias teria crescido. Oito horas de cirurgia assistida por seis médicos, especialistas, registrado e filmado por uma revista de medicina, autorizado por mim. Tudo saiu da melhor maneira. Com as mãos de Deus usando aqueles médicos. Após a cirurgia, recebi na UTI, a visita de uma ginecologista e um dos médicos que fizera parte da cirurgia, pra fazer um ultrassom. E aí veio a surpresa pra eles. Tinha uma vidinha dentro de mim, um coraçãozinho batendo tão acelerado, cheio de vida. O segundo milagre era Maria clara. Trinta e nove semanas depois, nasceu a prova viva de um milagre de Deus… Perfeitinha, com saúde e trazendo pra nós a recompensa de acreditar no Deus do impossível. Nasceu um milagre chamado: Maria clara.


[adinserter block=”8″]
Dando glórias a Deus por ter me dado uma nova chance de vida. E Estou aqui pra dar meu testemunho. Sempre confiando em Jesus, e entregando nas mãos dele nosso presente de infinito valor. A nossa fé.
Que esse testemunho que você está lendo sirva de força para o possível problema que você esteja vivendo nesse momento. E acreditando que, quando colocamos os nossos problemas nãos mãos de Deus. A resposta sempre será positiva.

Como Jesus diz na sua palavra:
João 14:13
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

Fabiana Souto.”

Partilhe este fantástica demonstração de coragem e amor.