Esta jovem de 24 anos estava grávida de 18 semanas quando morreu num terrível acidente de carro. O que o namorado dela fez depois disso vai partir o seu coração.

(Última atualização em: 31 Janeiro, 2017)

Brandon Forseth e Kylee Bruce estavam apaixonados. Eles moravam juntos perto de Blend, no Oregon (EUA) quando, apenas cinco dias antes do natal, Kylee dirigiu até a cidade. Eles tinham alguns dias de folga e estavam animados para celebrar as festas de final de ano juntos.
[adinserter block=”8″]

Porém, na estrada, acontece uma tragédia. Kylee, conhecida como “Ky”, se envolveu em um terrível acidente de carro e morreu no local. Ela tinha apenas 24 anos.

Mas outra coisa que ninguém sabia, a não ser Brandon, era que ela estava grávida de 18 semanas. Eles decidiram esperar até a 20ª semana, quando deveriam saber o sexo do bebê, para anunciar a gravidez para seus amigos e familiares.


A dor consumiu Brandon. Em uma tacada ele havia perdido sua parceira e seu bebê, seu primeiro filho (ou filha). Logo antes do Natal, ele canalizou sua dor em uma comovente carta para Kylee, que ele postou na internet. É muito importante não ficar sozinho com seu sofrimento e, como você pode ver, centenas de milhares de pessoas se reuniram para compartilhar sua experiência com ele:

[adinserter block=”8″]

“Você me fez prometer não anunciar nosso bebê para o mundo antes da 20ª semana, quando descobriríamos o sexo. Nós iríamos fazer um anúncio engraçado em vídeo e compartilharíamos com todo mundo. Você estava grávida de 18 semanas do meu primeiro filho e eu perdi vocês dois noite passada. Mesmo eu não tendo conhecido o meu bebê, a quantidade de amor e entusiasmo que eu tinha no meu coração era diferente de tudo o que eu já havia sentido. Escutar os batimentos dele pela primeira vez no ultrassom, ver as fotos do ultrassom na minha geladeira, impressionado com a pequena vida crescendo dentro de você. Eu mal podia esperar para ser pai e eu me senti abençoado que ele fosse crescer com você como mãe. Eu não consegui evitar e contei para vários familiares e amigos próximos e você sempre dizia ‘Brandon! Você nunca consegue guardar segredo!”, e eu sempre sorria e dizia ‘me desculpa, estou muito empolgado’. Você teria sido a melhor mãe, Ky. Você me fez tão feliz, você era o meu futuro… tudo o que eu fiz, o duro que eu dei, cada decisão que eu tomei tinha você e sua felicidade em mente. Desculpa eu estar quebrando a minha promessa agora e contando a todo mundo duas semanas antes, mas eu estava tão orgulhoso de você e eu queria que todos soubessem o quanto você estava comprometida com essa criança, quão consciente da sua saúde você era, como você entrava na internet toda semana e me dizia coisas como ‘o nosso bebê está do tamanho de uma toranja agora’ ou ‘você sabia que o nosso bebê já começou a desenvolver cílios?!’.

Eu podia sentir o calor e o propósito que nossa criança deu a você, e eu sabia que precisava ser o melhor homem que eu pudesse ser para vocês dois, para te manter confortável e segura. Eu não pude te manter segura na noite passada. Eu deveria ter ido a Blend com você como você pediu. Eu não deveria ter ficado tão cansado, e talvez as coisas tivessem sido diferentes. Que mundo deturpado e cruel que decide levar embora uma alma clara, bonita e inocente como a sua, ao invés da minha. Eu trocaria de lugar com você em um segundo. Eu prometo continuar sendo o homem por quem você se apaixonou, eu prometo fazer algo grandioso com esta vida que me sobra, eu prometo te fazer sentir orgulhosa de mim, eu prometo nunca mais deixar de dar valor a algo novamente, e eu prometo dizer eu te amo para aqueles com quem eu me importo logo e frequentemente. Eu queria ter te dito isso ontem a noite antes de você sair, mas no meu coração eu sei que você sabia.

Este natal seria o melhor. Eu estou olhando agora para a minha primeira árvore de natal que eu tive em casa em anos, uma árvore que você e eu encontramos e cortamos juntos. A base da árvore está cheia de presentes para mim, dados por você. Lindamente embrulhados e precisamente empilhados. Não tem nenhum ali embaixo para você porque eu ainda não os embrulhei… procrastinando, como sempre… mas eu quero que você saiba que eu comprei um monte de coisas que você teria amado, Ky. Eu sei que você grita comigo por tentar fazer você abrir teus presentes mais cedo, porque eu sou muito ruim em guardar segredos, mas eu quero que você saiba um pouco antes este ano. Uma penteadeira, para você finalmente ter um lugar para fazer sua maquiagem, ao invés dividir comigo o espelhinho do banheiro de manhã; vários livros, porque você ama ler; uma garrafa térmica para sopa, para você levar um almoço quente para o seu novo trabalho de professora de pré-escola em Blend, para o qual você estava animada; aquela touca da Eddie Bauer que combinava perfeitamente com o seu cachecol; a sua própria roupa camuflada, para que você pudesse ir caçar comigo no ano que vem e não tivesse que pegar emprestado o meu casaco extra grande; meias felpudas e casacos para te manter aquecida. Eu ainda posso embrulhá-los se você quiser, Ky.

Você viveu comigo apenas por um curto período, mas minha casa estava tão cheia da sua energia e calor, ela tem o cheiro do teu perfume, meu closet está cheio de roupas suas, teu casaco está pendurado ao lado da porta da frente, as tuas botas de neve estão no tapete, bem aonde você as deixou antes de sair ontem à noite, mas está tão vazio aqui agora. Eu sinto tanto a sua falta, Ky. Eu sempre consegui consertar as coisas e resolver problemas para as pessoas, mas eu não sei o que fazer a partir de agora. Em me sinto desamparado. Eu ainda estou esperando você entrar pela porta. Eu te amo tanto, Kylee, eu sei que você vai ser a melhor mãe no céu para o nosso pequeno quando ele/ela nascer em junho. Eu queria poder ver o rostinho dele somente uma vez. Eu sei que ele teria sido lindo como a mãe. Feliz Natal, docinho, eu prometo não abrir meus presentes até a manhã de natal.

Descance em paz, Kylee Bruce

Descanse em paz, Braylee ou Talon, o papai te ama muito.”
[adinserter block=”8″]

O imenso amor e dor excruciante que ele expressou, e a força que deve ter sido necessária para fazer isso não tem como não emocionar. Se não servir para mais nada, pelo menos é um lembrete para abraçarmos quem amamos e dar valor a eles enquanto os temos. A vida e o amor são um milagre.