Justiça para cadelinha que foi torturada: dono que a torturou recebe pena de 15 anos por crueldade animal.

Durou mais de dois anos, mas o homem que expôs a cadela Caitlyn a estes terríveis tormentos finalmente recebeu a devida punição legal! No início de 2015, os moradores de North Charleston (EUA) encontraram esta staffordshire-terrier em um estado assustador.

Alguém tinha amarrado seu focinho com fita isolante, supostamente para fazê-la parar de latir. No entanto, ela foi amarrada com tanta força que a fita cortou a sua carne macia. A língua de Caitlyn já estava preta quando enfim retiraram a fita isolante para liberar o fluxo sanguíneo.

[adinserter block=”8″]

Antes que alguém a levasse a uma clínica, a cadela ficou em dor excruciante durante dois dias. Nem mesmo os veterinários tinham visto algo tão terrível antes. Várias operações longas foram necessárias para salvar a pobre Caitlyn. E durante sua recuperação, a polícia conseguiu capturar o criminoso que a fez passar por tanto sofrimento.

[adinserter block=”8″]

No ano passado, o homem de 44 anos enfim recebeu o veredito: 5 anos de prisão por crueldade animal. Por causa de outros delitos, ele acabou recebendo uma pena de 15 anos atrás das grades. Graças ao advogado Ted Carvey, que a defendeu incansavelmente, Caitlyn pode finalmente ver a justiça sendo feita.

Nesse meio tempo, Caitlyn foi adotada por uma bela família. De seus tempos sofridos, fica apenas uma marca em seu focinho, e seu ex-dono logo pagará por isso.

Com essa pena, o homem servirá de exemplo para mostrar que crueldade animal não é um crime que passará impune. Qualquer um que faça um animal sofrer merece uma pena justa!