Mãe morreu para salvar filho de 21 anos-Heroína do massacre de Orlando

Mulher colocou-se à frente do filho.

Esta mulher tornou-se uma das heroínas do massacre de Orlando para salvar a vida de seu filho.

Uma mulher de 49 anos, sobrevivente de dois tipos de cancro e mãe de 11 filhos, morreu para salvar um deles durante o ataque à discoteca Pulse.

Brenda Lee McCool frequentava habitualmente a discoteca com o filho gay de 21 anos, Isaiah Henderson. Na madrugada de domingo, quado o atirador apontou a arma a Isaiah, Brenda colocou-se na frente e pediu ao filho para se baixar. Foi uma das 49 vítimas mortais do ataque. O filho sobreviveu.

img_930x470$2016_06_15_09_54_54_544128

Norte-americanos choram mortes em atentado Morreram 49 pessoas. Considerado o massacre mais mortífero da história dos Estados Unidos.