Os pais dela ficaram chocados quando ela nasceu. Mas o que esta mãe faz com sua filha especial é maravilhoso.

Esta bebé é a pequena Brenna, e esta é a sua história, esta menina teve um inicio de vida incrivelmente difícil e cheio de obstáculos, porém tem uma mãe e um pai maravilhosos do seu lado para ajudar.

Courtney e Evan Westlake viviam uma vida feliz com seu filho Connor, um saudável e lindo menino de um ano e meio.

Porem eles decidiram aumentar a família com um segundo filho. Seria a felicidade perfeita.
[adinserter block=”7″]

Como quaisquer pais preocupados, eles esperavam atenciosamente a sua próxima sessão de ultrassom para saberem que estava tudo bem com a bebé e onde acabaram por descobrir que teriam uma menina e o pequeno Connor teria uma irmazinha.

O jovem casal está muito feliz e já começa a fazer planos para o futuro da sua princesinha.

“Eu vou fazer tranças no cabelo dela!”, dizia Evan.

Brenna nasceu a 19 de Dezembro pouco antes do Ano Novo.

E de repente, todos os planos ficam em suspenso e a família entrou em choque com a apreensão.

Brenna, a recém-nascida, foi levada logo para as urgências neonatal. Ela quase não se movia, tem a temperatura corporal extremamente alta e feridas abertas por todo o corpo.

[adinserter block=”1″]


Uma forma severa da anomalia genética conhecida como ictiose é a causa de todo esse sofrimento para Brenna. A composição de sua pele é anormal, o que se reflete no surgimento de escamas e uma forte vermelhidão. Courtney e Evan podem segurar a filha em seus braços apenas duas semanas após o nascimento. E a partir daí, eles precisam trocar ataduras no corpo inteiro da pequena diariamente. Courtney logo percebe que a filha não teria apenas problemas físicos, mas também desafios emocionais.

Quando eles saem com a filha, outras crianças apontam para ela, fazem comentários em voz alta ou fazem perguntas de maneira desagradável para os pais. Isso deixa Courtney muito triste.

A jovem mãe até entende que outras crianças estranhem sua filha, cuja aparência está muito longe de ser normal, mas é a reação de outros pais que a deixa realmente transtornada. Eles afastam as crianças de Brenna, tapam as bocas de seus filhos com as mãos, e dizem que eles devem ficar em silêncio.

Courtney se pergunta: “Por que vocês fazem a nossa convivência ser tão insuportável? Por que vocês não usam a nossa família como um exemplo positivo para aprender que ter uma aparência diferente não significa algo ruim?”. Ela deseja que os outros pais conversem com ela sobre sua filha, já que ela é incrivelmente orgulhosa de sua pequena espoleta, que não se deixa abalar por nada e é a paixão do irmão mais velho.

[adinserter block=”4″]

A jovem mãe simplesmente não entende: “Por que os pais evitam esse diálogo sobre pessoas que têm uma aparência diferente? Do que eles têm medo? Eles poderiam simplesmente vir até mim e perguntar quantos anos minha filha tem, então os filhos deles perceberiam que ela é bem normal. E quando uma criança pergunta porque a Brenna é tão vermelha, porque não simplesmente admitir sinceramente que não sabe, mas que não é importante como alguém se parece? Afinal, nós todos temos aparências distintas, não temos?”

O pai de Brenna, Evan, também tem muito orgulho da filha. E Courtney testemunha uma cena indescritível entre pai e filha. Evan dá banho em Brenna todas as noites, como parte dos cuidados especiais que eles precisam ter com a menina. Ele a esfrega gentilmente com um pano para limpar sua pele e seus poucos cabelos.

Courtney penteia cuidadosamente os cabelinhos da filha. Está claro para os pais que a menina pode conseguir o que quiser, mesmo que nem tudo seja como eles pensaram inicialmente.

[adinserter block=”2″]