O pequeno gémeo prematuro está deitado no peito de seu irmão mais velho. Mas há muito mais nesta foto.

O contacto de pele entre bebés prematuros e pais é muito importante para a sobrevivência destes bebés, e é isso mesmo que vemos nesta imagem, o irmãozinho mais velho a ajudar seu pai a tomar conta destes bebes prematuros. Cada um com o seu bebezinho a transmitir conforto e carinho e principalmente calor humano do contacto peito a peito como se os seus corações se tocassem.

É exactamente este o concelho e o conceito chave do professor sueco Uwe Ewald, que tira bebés prematuros das incubadoras em seu hospital em Uppsala quando eles chegam a 680 gramas, para que eles possam deitar no peito de seus pais o mais frequentemente possível.

2114883_1200_676
[adinserter block=”8″]
O doutor diz que o peito de um familiar regula a temperatura do corpo melhor do que a incubadora. A criança pode relaxar mais facilmente e ganha peso mais rápido, reduzindo, assim, o risco de infecções em bebés prematuros.

 

Os suecos esperam que a adopção desta prática se espalhe mundialmente em UTIs Neonatais.