15 pratos típicos de Portugal

(Última atualização em: 25 Agosto, 2020)

Estas 15 receitas de pratos típicos de Portugal vão ajudá-lo imenso na cozinha e impressionar toda a sua família e amigos.

Pratos típicos de Portugal

Doces típicos de Portugal

Dobrada à moda do Porto

Conhecidos por muitos como as Tripas à moda do Porto, este é um prato típico de Portugal nascido na cidade do Porto, e que, segundo a lenda, remonta ao período dos Descobrimentos portugueses.

Pratos típicos de Portugal: Tripas à moda do Porto
Tripas à moda do porto

O prato é confecionado com vários tipos de carne, tripas, enchidos e feijão branco.

Ingredientes:

  • 1 1/2 kg dobrada sortida
  • 200 g presunto
  • 250 g chouriço de carne
  • 100 g toucinho
  • 500 g feijão branco
  • 2 dl vinho branco
  • 1 dl vinho do Porto
  • 2 cebolas
  • 2 dentes de alho
  • 4 tomates
  • 2 cenouras
  • louro
  • 1 colher de sopa farinha de trigo sem fermento
  • sal q.b.
  • pimenta branca em grão moida q.b.
  • salsa picada q.b.
  • 1 l caldo de carne

Instruções:

  1. Coza o feijão, este demolhado de um dia para o outro. Escorra e reserve. Ou utilize feijão em lata já pré cozinhado.
  2. Raspa-se muito bem a dobrada, esfrega-se com sal grosso e sumo de limão.
  3. Lave em várias águas frias e finalmente lave em água quente.
  4. Leve ao lume numa caçarola bem coberta de água e, ao levantar fervura, escuma-se e ferve durante 5 minutos.
  5. Escorra e passe novamente por água fria.
  6. Volte a colocar no lume com água suficiente, até cozer, temperada com uma pitada de sal, 1 cebola com cravinhos espetados, cenoura e louro.
  7. Pique o toucinho, a cebola e o alho e refogue tudo.
  8. Junte louro e o vinho branco deixando reduzir para metade.
  9. Misture o tomate pelado e picado ou use polpa de tomate, a farinha e algum caldo de carne ou o caldo da dobrada, o chouriço, o presunto e as cenouras cortadas em pedaços pequenos deixando ferver cerca de 5 minutos.
  10. Junte o feijão, e a dobrada cortada em pedaços.
  11. Deixe ferver 30 minutos ou mais para apurar bem (se necessário junte mais caldo).
  12. Tempere com sal e pimenta e, por fim deite o vinho do Porto.
  13. Sirva com o chouriço cortado em rodelas e o presunto em cubos e polvilhe com salsa.
  14. Acompanhe as suas Tripas ou a Dobrada à moda do Porto com arroz branco.

Bacalhau à Gomes de Sá

Esse delicioso bacalhau à Gomes de Sá é uma ótima opção para compor sua ceia de Natal.

Pratos típicos de Portugal: Bacalhau à Gomes de Sá

Ingredientes:
• Bacalhau em lascas dessalgado : 250 g
• Batata cozida: 250 g
• Cebola média: 1 unidade
• Azeitona preta: 50 g
• Azeite de oliva extra virgem: 100 ml
• Ovos: 2 unidades
• Salsinha picada: 1 colher de sopa

Instruções:

  1. Preaqueça o forno a 180º. 
  2. Fatie a cebola e doure em uma panela média com fio de azeite..
  3. Fatie as batatas grosseiramente.
  4. Desligue a panela, acrescente o bacalhau dessalgado em lascas, as azeitonas e as batatas cozidas fatiadas e metade do azeite. 
  5. Misture delicadamente, em seguida transfira para um refratário que possa ir ao forno.
  6. Regue com o restante do azeite e leve ao forno por 15 minutos. 
  7. Retire do forno, finalize com 2 ovos cozidos cortados em 4 partes e salsinha picada e decore com azeitonas.

Rancho à Portuguesa

Pratos típicos de Portugal: Rancho à Portuguesa

Ingredientes

  • Grão – 250 gr
  • Massa Macarrão – 150 gr
  • Carne de Vaca – 500 gr
  • Chouriço de Sangue – 1
  • Toucinho – 200 gr
  • Cebola – 1
  • Alho – 3 Dentes
  • Vinho Branco – 100 ml
  • Colorau – 1 Colher de chá
  • Louro – 1 Folha
  • Azeite – A gosto
  • Pimenta – A gosto
  • Sal – A gosto

Instruções:

  1. Faça um refogado numa panela com um fio de azeite, o alho esmagado, a folha de louro e a cebola picada e deixe alourar a cebola.
  2. Depois junte a carne em cubos, o chouriço em fatias grossas e o toucinho em cubos grandes com o colorau, pimenta e sal e deixe a carne ganhar cor.
  3. De seguida junte o vinho branco, e um copo de água (ou se cozer o grão, use a água de cozer o grão) e deixe estufar em lume brando, se for necessário adicione mais água.
  4. Quando a carne estiver tenra, adicione o macarrão e um pouco mais de água quente e deixe cozer
  5. Quando o macarrão estiver quase cozido adicione o grão, deixe o macarrão acabar de cozinhar e retifique os temperos se necessário.

Informação Nutricional
Doses: 4
・Tempo: 60 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 2886 kcal
・Gorduras: 150 g
・Hidratos de Carbono: 113 g
・Proteínas: 241 g

Pão de Ló da avó

Pratos típicos de Portugal: Pão de Ló

Ingredientes:

  • Ovos – 8 ( grandes )
  • Açúcar – +/- 400gr ( = peso dos ovos )
  • Farinha – +/- 200gr ( = metade do peso do açúcar )
  • Fermento – 1 Colher de chá (opcional)

Instruções:

  1. Comece por preparar um alguidar, forrando com papel para criar o formato tradicional do pão de ló, tipo formato castelo, se não tiver os alguidares use uma forma de castelo grande.
  2. Separe as gemas das claras, deite as gemas numa tigela grande com o açúcar e começa a bater até ficar um creme suave (deve bater por 15 minutos no mínimo).
  3. Depois deite a farinha com o fermento peneirada aos poucos envolvendo gentilmente, põe de parte.
  4. Bate as claras em castelo e envolve estas com a mistura de gemas e farinha e envolve outra vez com cuidado.
  5. Deita o preparado para dentro do alguidar e leva a cozer num forno quente a uns 225ºC durante 45 minutos, se fores usar uma forma de castelo, cobre esta com alumínio e põe o forno a uns 200ºC porque não tens o alguidar a proteger o pão de ló, por uns 45minutos.
  6. Retira o pão de ló e deixa esfriar antes de comer.

Informação Nutricional:
Doses: 12
・Tempo: 65 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 2671 kcal
・Gorduras: 35 g
・Hidratos de Carbono: 542 g
・Proteínas: 54 g

Doce da avó

Pratos típicos de Portugal: Receita de Doce da avó

Ingredientes:

  • Leite Condensado – 1 Lata de leite condensado
  • Leite – 2 Medidas da lata de leite condensado
  • Farinha Maizena – 1 colher de sobremesa
  • Ovos – 5
  • Natas – 1 pacote pequeno
  • Açúcar – 3 Colheres de sopa
  • Bolacha Maria – um pacote
  • Café – Opcional
  • Leite – Opcional
  • Baunilha – Opcional

Instruções:

  1. Começas por separar as gemas das claras e reservar ambas separadamente, deita o leite condensado para uma panela e dilui a farinha maizena no leite.
  2. Agora junta as gemas a panela e o leite (com a farinha maizena) e leva a um lume brando, sempre mexendo até engrossar, quando estiver grosso, retira do lume e deita numa terrina de vidro onde vais montar o doce da casa, se fores fazer só 1 camada então deita todo, se não deita metade.
  3. Agora bate as claras em castelo e a parte bate as natas com o açúcar, depois de ambas bem fofas, mistura com cuidado as duas misturas para não perderem o ar (nada de bater).
  4. Por fim cria uma camada de bolacha maria (grossura de 2 bolachas uma em cima da outra) com bolacha embebida em café, ou embebida em leite morno com um pouco de essência de baunilha, depois de criada a camada, deita a mistura de claras em castelo e natas e leva ao frigorífico.
  5. Se fores fazer camadas então é uma do leite condensado, depois bolacha embebida, depois natas, depois leite condensado, depois bolacha embebida, depois o resto das natas e leva ao frigorífico.
  6. Depois de um par de horas no frigorífico (ou na altura de servir) polvilha com bastante bolacha maria triturada (não fazes isso antes porque a mistura de natas ainda está muito húmida e podia tornar a bolacha maria numa papa), e já está, serve bem fresquinho.

Informação Nutricional:
Doses: 6
・Tempo: 45 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 3407 kcal
・Gorduras: 149 g
・Hidratos de Carbono: 441 g
・Proteínas: 89 g

Bacalhau com Natas

Pratos típicos de Portugal: Bacalhau com Natas

Ingredientes:

  • Bacalhau – 500 gr (+/- 2 postas do lombo)
  • Batata – 6
  • Cebola – 2
  • Alho – 3 Dentes
  • Natas – 200 ml (1 pacote)
  • Leite – 200 ml
  • Noz Moscada – A gosto
  • Azeite – A gosto
  • Pimenta – A gosto
  • Sal – A gosto
Bacalhau com Natas

Instruções:

  1. Se o bacalhau ainda não está cozido, coze o bacalhau até estar pronto, depois tira as espinhas as peles e desfaz em nacos grandes.
  2. Começa por cozer as batatas eu pessoalmente não ligo muito para a casca, mas podes descascar as batatas e levar a cozer em água temperada, até estarem boas, não é preciso cozer demasiado porque depois como vão ao forno podem acabar lá se ainda precisarem de uns minutos para estarem no ponto.
  3. Entretanto numa frigideira põe a cebola cortada em rodelas finas com um fio de azeite com os dentes de alho esmagados e deixa refogar até a cebola alourar. Depois junta o bacalhau, prova e retifica com sal e pimenta.
  4. Junta ao preparado o leite e as natas e uma colher de manteiga e uma pitada de noz moscada e deixa engrossar um pouco o molho, prova para ver se é preciso ajustar, quanto estiver a gosto, retira do lume.
  5. Escorre as batatas e corta elas em cubos e deita com a mistura do bacalhau e envolve bem, depois coloca tudo numa travessa ou pirex para levar ao forno pré aquecido quente a uns 200C só o suficiente para gratinar o topo e já está pronto!

Informação Nutricional:
Doses: 4
・Tempo: 60 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 2188 kcal
・Gorduras: 69 g
・Hidratos de Carbono: 250 g
・Proteínas: 145 g

Carne de Porco à Alentejana

Mais outro clássico da culinária portuguesa, a carne de porco á alentejana é um dos melhores pratos típicos de Portugal, porco com amêijoas é uma combinação que pode parecer estranha mas funciona lindamente, e o género de prato que é obrigatório comer quando se passa pelo Alentejo, isso e o pão 🙂

Pratos típicos de Portugal: Carne de Porco à Alentejana

Ingredientes:

  • Vinho Branco – 300 ml
  • Porco – 800 gr
  • Alho – 3 Dentes
  • Massa de Pimentão – 2 Colheres de Sopa
  • Sal – A gosto
  • Pimenta – A gosto
  • Coentros – 1 Raminho
  • Louro – 1 Folha
  • Limão – 1
  • Banha – 125 gr
  • Amêijoa – 800 gr
  • Pickles – A gosto (vegetais conservados em vinagre)

Instruções:

  1. Primeiro começa-se por criar a marinada para a carne, junta-se a massa de pimentão, os dentes de alho esmagados, o louro, sal, pimenta e o vinho branco.
  2. Corta-se a carne de porco em cubos, e junta-se a marinada e deixa-se repousar de um dia para outro no frigorífico.
  3. Com as amêijoas se ainda não estão limpas, então ponham em água com sal umas 2 horas para perderem as areias, depois de passa elas por água a correr.
  4. Começa-se a cozinhar com uma frigideira larga e alta, deita-se a banha e deixa-se aquecer, depois escorre-se a carne de porco (guarda a marinada) e quando a frigideira estiver quente deita-se a carne, queremos alourar todos os lados e selar a carne.
  5. Quando a carne estiver alourada, junta a marinada e deixa ferver uns minutos e depois junta as ameijoas.
  6. Vai mexendo e tomando conta, quando as ameijoas abrirem todas, junta os coentros picados, dá umas voltas e tira do lume.
  7. Serve com pickles e com fatias de limão que combinam mesmo bem com a doçura da carne e das amêijoas, acompanha com batatas fritas aos cubos.

Informação Nutricional:
Doses: 5
・Tempo: 70 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 4106 kcal
・Gorduras: 249 g
・Hidratos de Carbono: 77 g
・Proteínas: 323 g

Feijoada à Transmontana

A feijoada à transmontana tem origem na região de Candedo, e tradicional na zona de Valpaços, que por tradição é preparada cedo de manhã, para ser reaquecida na altura de ser servida.

Esta receita é a tradicional, mas caso não tenha acesso a todos os ingredientes, pode trocar vários dos ingredientes, usar farinheiras, chouriço de carne, morcela, chispe, entrecosto ou entremeada, basicamente carnes curadas ou partes menos nobres do porco, apesar dos ingrediente este prato típico de Portugal é delicioso.

Pratos típicos de Portugal: Feijoada à Transmontana

Ingredientes:

  • Feijão Vermelho – 1 Kg (Seco)
  • Orelha de Porco – 500gr
  • Focinho de Porco – 200gr
  • Pé de Porco – 1 Inteiro
  • Linguiça – 1 (ou um choriço)
  • Salpicão – 100gr
  • Presunto – 100gr
  • Azeite – 10ml (2 Colheres de sopa)
  • Cebola – 1 Grande (ou 2 médias)
  • Salsa – 1 Ramo
  • Louro – 1 Folha
  • Alho – 2 Dentes de Alho
  • Cravinho – 1
  • Pimenta Branca – A gosto
  • Colorau – A gosto
  • Malaguetas – A gosto
  • Sal – A gosto

Instruções:

  1. Começa de véspera a por de molho em água fria, numa taça funda o feijão previamente lavado (se tiveres feijão já previamente cozido, então salta esta parte) e noutra taça adiciona as carnes (expecto os chouriços) também de molho.
  2. No dia seguinte, começa por cozer o feijão já previamente demolhado em água o suficiente para cobrir o feijão com um pouco de sal.
  3. Noutra panela (se quiseres despachar podes usar a panela de pressão) junta as carnes todas incluído os chouriços, com água a cobrir toda a carne e sal, depois de cozidos, tira as carnes e corta tudo em pedaços grandes.
  4. Numa panela põe um fio de azeite e começa a alourar a cebola, depois adiciona o feijão com a água do feijão (se for muita água, então não deites toda).
  5. Depois junta as carnes com um pouco da água que usaste para cozer as carnes, retifica o sal, junta a salsa picada, a folha de louro*, os dentes de alho esmagados, um pouco de malagueta, uma pitada de colorau, e um cravinho.
  6. Agora deixa apurar em lume brando, prova e retifica até ficar com tudo bem cozido e um molho delicioso.
  7. Servido tradicionalmente com arroz branco de forno.

Informação Nutricional:
Doses: 12
・Tempo: 95 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 4248 kcal
・Gorduras: 214 g
・Hidratos de Carbono: 688 g
・Proteínas: 449 g

  • * Sabia que o louro tem propriedades medicinais e usos para além da culinária? Veja os benefícios da folha de louro para si e para a sua casa.

Pastéis de Nata ou pastéis de Belém

Quando se pensa em doçaria portuguesa, o Pastel de Nata ou Pastel de Belém são das primeiras especialidades que nos surgem na mente. As famosas tartes de massa folhada, ovo, leite, açúcar e a mistura perfeita entre limão e canela são dos doces mais populares do país, e tanto são deliciosos quentes como frios. No entanto, a comum ideia de que a diferença entre eles é uma questão linguística não podia ser mais errada. Pensa-se que os portugueses do Norte do país lhes chamam “Pastel de Nata”, enquanto os do Sul preferem o termo “Pastel de Belém”. Mas não, a explicação não é essa.

Pastéis de Nata

Então qual é a diferença?

Na verdade, tem tudo a ver com a sua origem. A primeira receita do Pastel de Belém foi criada em 1837, pelos monges do emblemático Mosteiro dos Jerónimos. Até hoje, a receita é mantida em segredo e, portanto, torna-se uma verdadeira especialidade! Assim, só na Fábrica dos Pastéis de Belém, a pastelaria familiar com mais de 100 anos onde são confecionados, é que irá encontrar os Pastéis de Belém originais. Só lá é que estas pequeninas tartes se podem chamar assim, já que o seu nome foi patenteado.

Pastéis de Belém

Todos os outros, de outras confeitarias de Lisboa, de outras zonas de Portugal ou até exportados para outros países são designados Pastéis de Nata. A receita varia, os ingredientes também. Uns são mais crocantes, outros mais suaves. Isso não significa que sejam melhores ou piores… apenas não são Pastéis de Belém. Esses são absolutamente únicos no mundo!

Tal é a fama e o valor histórico e quase cultural do Pastel de Belém, que foi eleito uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal, em 2011.  

Ingredientes:

Massa:

  • Farinha – 300 gr
  • Manteiga – 250 gr (fria)
  • Água – Q.B. (fria)
  • Sal – Uma pitada

Recheio:

  • Natas – 500 ml
  • Gemas – 9
  • Açúcar – 9 Colheres de Sopa
  • Canela* – A gosto
  • Açúcar em pó – A gosto 

Instruções:

  1. Começa pela massa folhada (como disse em cima, podes sempre saltar este passo comprado massa folhada já feita), é preferível fazeres isto numa máquina, mistura a farinha com uma pitada de sal, põe a manteiga (fria) lá dentro cortada em cubos e mexe com a máquina até teres uma massa e a manteiga estar razoavelmente dispersa, o que deve dar uma mistura bastante farinhenta.
  2. Agora tira a massa para fora e vais acrescentar aos poucos água até criares uma massa que podes manusear, amassa um pouco mas não muito (porque o calor das tuas mãos vão começar a amolecer a manteiga e tu não queres a manteiga derretida), o suficiente para teres uma massa.
  3. Agora está na altura de folhar a massa, estende a massa num retângulo, depois dobra a partir dos lados mais compridos, até 1/3 e depois dobra o outro lado, de forma a ficares com um retângulo comprido e mais grosso, agora enrola esse retângulo como um caracol, e volta a estender a massa, repete este processo mais 2 vezes (para um total de 3 vezes), o que isto cria é prender ar entre as camadas de massa.
  1. Agora põe película aderente na massa e põe de parte a descansar, pelo menos 30 minutos.
  2. Depois de descansado, estende a massa até ter pelo menos 2 cm de espessura, usa um disco/copo para cortar discos da massa e coloca cada disco numa forma de queques, toma cuidado para ficar bem acomodada, se esta for de metal unta primeiro com manteiga, se for de silicone não é preciso.
  3. Para fazer o recheio, leva ao lume em banho-maria as gemas batidas com açúcar e natas, vai mexendo com uma varinha até começar a engrossar, nesse ponto tira de parte e deixa arrefecer um pouco, por fim deita em cada forma um pouco do preparado, não deites até acima porque a massa vai crescer e não queres que saia por fora.
  4. Leva a um forno pré-aquecido a 180C durante uns 25 minutos, até os pasteis estiverem tostados e cozidos completamente.
  5. Serve com açúcar em pó e canela em pó á parte para polvilhar por cima.

Pode sempre fazer uma tarte de nata grande em vez de pastéis pequenos.

Tarte de Nata

Informação Nutricional:
Doses: 6
・Tempo: 95 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 5013 kcal
・Gorduras: 379 g
・Hidratos de Carbono: 355 g
・Proteínas: 61 g

Arroz Doce da Avó

Você sabia que o arroz doce tem origem asiática? Foi levado para a Europa no século XIII e, após algumas alterações de acordo com cada cultura, tornou-se na sobremesa que conhecemos hoje. 

Pratos típicos de Portugal: Arroz Doce

Ingredientes:

  • Arroz Carolino – 250 gr
  • Leite – 350 ml
  • Açúcar – 200 gr
  • Gema – 4
  • Limão – 1 Casca
  • Canela – 1 Pau
  • Canela* – Em pó para servir ou decorar
  • Sal – Uma pitada

Instruções:

  1. Começa-se por cozer o arroz em água, põe um pouco mais do dobro de água que a quantidade de arroz (600 ml), põe a casca de limão, pau de canela, o arroz e uma pitada de sal.
  2. Baixa o lume para brando e deixa cozer até a água evaporar toda, como se tivesses a fazer um arroz cozido.
  3. Aquece á parte o leite (no forno ou microondas), quando o arroz estiver cozido, acrescenta aos poucos o leite, põe um pouco, vai mexendo, quando precisar de mais, deita mais um pouco de leite, vai fazendo assim pouco a pouco até usares todo o leite.
  4. Depois adiciona o açúcar e mexe bem até ficar bem misturado, eu normalmente adiciono o açúcar a olho porque não gosto de arroz doce muito doce, mas podes misturar 3/4 e provar e põe mais se quiseres.
  5. Tira do lume e deixa arrefecer um pouco, á parte numa tigela bate as gemas e depois tira umas colheres do arroz doce e junta ás gemas (queres aumentar a temperatura das gemas sem as cozinhar, assim não coalham), mistura bem e depois junta as gemas ao arroz doce e mistura bem.
  6. Volta o arroz ao lime para engrossar por mais uns minutos, depois retira do lume (tira o o pau de canela e a casca de limão) e põe em taças pequenas ou em frascos (eu gosto de frascos hehehe ficam super portáteis).
  7. Podes comer morno ou podes deixar 1hora no frigorífico antes de servir, sempre com canela por cima.

Informação Nutricional:
Doses: 5
・Tempo: 40 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 1323 kcal
・Gorduras: 21 gr
・Proteínas: 26 gr
・Carboidratos: 263 gr

Sonhos de Natal

Delicioso docinho de Natal muito tradicional no norte do País (Minho e Douro).

Fofos e aromáticos, com sabor a canela, os sonhos são um dos doces de Natal mais apreciados pelos portugueses.

Sonhos são bolas de massa fritas embebidas numa calda de açúcar.

Ingredientes:

Massa

  • Água – 400ml
  • Farinha – 200gr
  • Manteiga – 50gr
  • Açúcar – 30gr
  • Farinha Maizena – 50gr
  • Ovos – 5
  • Limão – 1 Casca
  • Sal – Uma pitada

Calda

  • Açúcar – 500gr
  • Limão – 1 Casca
  • Laranja – 1 Casca
  • Canela* – 1 Pau

Instruções:

  1. Começa pela massa, num tacho põe-se a água, a manteiga, o açúcar, e uma casca de limão e uma pitada de sal, leva tudo ao lume até levantar fervura.
  2. Depois de levantar fervura, retira a casca de limão e começa a juntar as farinhas peneiradas e misturadas.
  3. Mexe tudo bem com uma colher de pau até criar uma bola, retira a panela do lume e retira a massa para dentro de uma tigela grande ou alguidar, mexendo sempre até a massa arrefecer completamente.
  4. Por fim junta os ovos a massa um a um, batendo sempre cada vez que juntares o ovo até ficarem completamente integrados na massa.
  5. Agora aquece óleo para uns 150ºC tu queres bastante óleo mas não super quente.
  6. Deita colheradas de massa no óleo, não ponhas demasiadas para não baixar a temperatura, enquanto os sonhos forem alourando, pica com um garfo para não arrebentarem, depois de bem louros, retira para papel absorvente para arrefecer.
  7. Depois de escorrido do excesso de óleo põe os sonhos na calda de açúcar (ou rega por cima) e depois polvilha com açúcar e canela a gosto.
  8. Para a calda, leva ao lume a ferver 300ml de água, junta o pau de canela, as cascas de limão e laranja, deixa ferver uns 15 minutos até criar ter uma consistência mais suave, retira as cascas e o pau de canela e deixa arrefecer antes de juntares aos sonhos (senão estes vão absorver demasiado e ficar moles).

Informação Nutricional:
Doses: 8
・Tempo: 80 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 3537 kcal
・Gorduras: 66 g
・Hidratos de Carbono: 706 g
・Proteínas: 47 g

  • *Sabia que a canela para alem de ser super saborosa ainda ajuda a emagrecer. Veja os imensos beneficios da canela.

Pica Pau à portuguesa

Quem nunca comeu este petisco numa tasca não sabe o que perde! 

A receita de pica-pau tem origem na charneca do ribatejo, consiste em carne salteada temperada com ingredientes como o alho, pickles e cerveja.

Pratos típicos de Portugal: Pica Pau à portuguesa

Ingredientes:

  • Porco – 500 gr
  • Manteiga – 2 Colheres de Sopa
  • Cerveja – 200 ml
  • Alho – 1 Dente
  • Mostarda Amarela – 2 Colheres de Sopa
  • Azeitonas Pretas – A gosto
  • Pickles – A gosto
  • Sal – A gosto
  • Piripiri – A gosto

Instruções:

  1. Corta a carne em pedaços pequenos (pedaços fáceis para picar com um palito), depois põe numa tigela com sal, piripiri (ou molho picante), o dente de alho esmagado e a cerveja e deixa marinar pelo menos 1 hora.
  2. Depois de marinada, põe uma frigideira ao lume com a manteiga para derreter, seguida da carne para fritar bem ambos os lados. Quanto os lados estiverem dourados, deita a marinada por cima e deixa refogar uns 10 minutos em lume alto.
  3. Passado os 10 minutos põe 2 colheres de mostarda amarela e experimenta, retifica temperos, quando for altura de servir deita uma mão cheia de pickles e azeitonas lá para dentro, mistura e está pronto a servir.

Informação Nutricional:
Doses: 5
・Tempo: 30 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 1488 kcal
・Gorduras: 94 gr
・Proteínas: 121 gr
・Carboidratos: 25 gr

Broa de Milho

Informações adicionais

  • É importante não adicionar o fermento enquanto a mistura não estiver fria. O fermento químico é ativado pelo calor e não queremos que ele fique ativado antes das broas irem ao forno.
  • É aconselhado ter cuidado para não cozer demasiado para ficar com o exterior bem crocante, mas o interior cozido mas ainda húmido.
Pratos típicos de Portugal: Broa de Milho

Ingredientes:

  • Farinha de Milho – 1kg
  • Farinha – 300gr
  • Fermento de Padeiro – 17gr
  • Água – 1,25 litros (+/-)
  • Sal – q.b. (+/- 1 colher de chá)

Instruções:

  1. Dissolva o fermento de padeiro em um pouco de água morna.
  2. Depois de este estar bem dissolvido, mistura as duas farinhas com um pouco de sal (eu diria +/- 1 a 2 colheres de sopa), e amassa bem, adicionado aos poucos a água morna, normalmente os movimentos são de puxar as bordas e amassar para dentro, quando a massa começar a soltar das paredes (não necessariamente dos dedos) não adiciones mais água, até criares uma bola de massa suave, usa farinha de trigo se precisares de uma ajuda.
  3. Agora cobre a massa com um pano num lugar morno e deixa a levedar pelo menos 1 a 2 horas, quando a massa começar a quebrar a superfície a mostrar rachas é um sinal que está boa para cozinhar.
  4. Com esta quantidade de massa dá para fazer duas broas, divide ao meio cria duas bolas, faz isto numa bancada bem enfarinhada.
  5. Depois dispõe estas num tabuleiro de levar a forno polvilhada também com bastante farinha, para um forno pré-aquecido quente a uns 250ºC por uns 30 a 40 minutos (se fizeres broazinhas pequenas claro cozem muito mais rápido).
  6. Tira quando tiverem bem douradas e polvilha com mais farinha por cima.

Informação Nutricional:
Doses: 6
・Tempo: 90 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 4730 kcal
・Gorduras: 40 g

Francesinha

A Francesinha é um dos pratos típicos de Portugal, originário da região norte.

Aprenda a fazer um verdadeiro símbolo da gastronomia do Porto, que em 2011 foi considerada pelo site norte-americano Aol Travel “uma das melhores 10 sanduíches do mundo”, muito devido ao prestigiado molho que a acompanha! O segredo de uma francesinha é o molho.

Pratos típicos de Portugal: Francesinha

Ingredientes:

Molho 

  • Cerveja – 1
  • Leite – 100 ml
  • Caldo de Carne – 100 ml ou 1/2 cubo dissolvido em água
  • Louro – 2 Folhas
  • Margarina – 1 Colher de Sopa
  • Vinho do Porto – 1 Chávena
  • Farinha Maizena – 1 Colher de Sopa
  • Polpa de Tomate – 2 Colheres de Sopa
  • Piripiri – Q.B.
  • Pimenta – A gosto
  • Sal – A gosto

Francesinha

  • Pão – 2 Fatias de Forma
  • Carne Assada – A gosto (ou Bife)
  • Fiambre – A gosto
  • Queijo Flamengo – A gosto
  • Salsicha – A gosto
  • Linguiça – A gosto

Instruções:

Começa-se por criar o molho, numa panela e levar ao lume, começa por pôr todos os líquidos, a cerveja, o caldo de carne, o vinho, e o leite.

Depois acrescenta a margarina, a farinha maizena, o tomate e um pouco de piripiri e mistura bem, se precisares usa a varinha mágica para não deixar criar grumos.

Por fim junta o louro e mexe até o molho engrossar e ficar a gosto, se precisar retifica com um pouco de sal e pimenta.

Depois do molho estar pronto, monta a francesinha, põe a carne assada, fiambre, salsicha e a linguiça dentro da sande, depois  a outra fatia de pão por cima e põe umas belas fatias de fiambre em cima, depois move a sandes para uma frigideira ou travessa de levar ao forno e rega a sandes com o molho e leva a um forno forte para gratinar e está pronto.

Informação Nutricional: Doses: 1・Tempo: 50 Minutos・Dificuldade: Média・Calorias: 1897 kcal・Gorduras: 91 g・Hidratos de Carbono: 95 g・Proteínas: 92 g

Pataniscas de Bacalhau do meu avô

Quem é que não adora umas pataniscas de bacalhau, é tipo o primo dos pasteis de bacalhau, mas dá muito menos trabalho. Receita do meu avo que não dava ao trabalho de fazer bolinhas.

Pratos típicos de Portugal: Pataniscas de Bacalhau

Ingredientes:

  • Bacalhau – 200gr
  • Farinha – 100gr
  • Ovos – 2
  • Leite – 50ml
  • Cebola – 1
  • Alho – 1 Dente
  • Óleo Vegetal – Para Fritar (Eu usei de Girassol)
  • Pimenta – Uma Pitada
  • Sal – Uma Pitada
  • Salsa – A gosto

Instruções:

  1. Junta numa taça a farinha, abre no meio um buraco, deita lá os ovos e o leite, e tempera tudo com pimenta e sal, agora bate bem até obteres um polme liso mas peganhento (não pode ser demasiado liquido).
  2. Pica finamente a cebola e o alho e adiciona ao polme, mistura um pouco.
  3. Se não tiveres feito já tira a pele e a espinhas do bacalhau e desfaz este finamente e adiciona também ao polme.
  4. Por fim picar um pouco de salsa e adiciona ao polme, tempera com mais um pouco de sal e pimenta.
  5. Aquece o óleo, quando este estiver quente deita a massa com colheradas de por exemplo uma concha para servir sopa, deixa fritar um lado e depois vira cada patanisca para fritar o outro lado e ficarem ambos os lados dourados.
  6. Retira do óleo cada patanisca para papel de cozinha absorvente, prova a primeira fritura, para ver se é preciso retificar o sal e pimenta no polme e frita o restante polme até não ter mais.

Informação Nutricional:
Doses: 4
・Tempo: 65 Minutos
・Dificuldade: Média
・Calorias: 1167 kcal
・Gorduras: 58 g
・Hidratos de Carbono: 91 g
・Proteínas: 65 g

Esperamos que tenha gostado destes pratos típicos de Portugal. Se houver algum que ache importante adicionar deixe-nos a sua opinião nos comentários.