Professora aposentada abre as portas da sua casa a adultos que não sabem ler e escrever

Aos 77 anos, a professora aposentada Eunir Alves Moreira de Faria colocou em frente de sua casa um cartaz oferecendo alfabetização gratuita para adultos na cidade de Patos de Minas.

“Sinto a necessidade de ver pessoas lendo e escrevendo”, disse Eunir em entrevista. “Eu tenho duas mesas e dez cadeiras na varanda e foi esse ambiente que disponibilizei para proporcionar estudo a quem não tem. Colei o papel há pouco mais de uma semana e já consegui preencher todas as vagas. Inclusive, vou dar aula no período noturno para atender também quem trabalha”, conta Eunir.

A aposentada, que lecionou por 25 anos em Itaúna, no Centro-Oeste de Minas, diz que fazer trabalho social é se realizar duas vezes. “Me sinto melhor como pessoa e ao mesmo tempo volto a fazer o que me dá prazer: dar aula. Como moro sozinha também é uma forma de estar sempre acompanhada”, ressaltou.

Eunir contou que logo no primeiro dia que colocou o cartaz uma mulher a ligou interessada e que ao saber que sim, seria alfabetizada sem custo, se emocionou e chorava de felicidade que finalmente saberia ler e escrever

“Isso me emocionou e me fez ter a certeza que o dinheiro não tem muito valor quando o assunto é educação. Proporcionar uma vida diferente ao outro, isso sim não tem preço”, comentou a professora.

Para suas aulas, Eunir criou uma cartilha ilustrada para ajudar no aprendizado. São 3 volumes que rendem cerca de 6 meses de estudos. O processo é silábico e garante bons resultados.

Ela espera ainda que outras aposentadas se inspirem e também levem esse tipo de atitude adiante. “O mal espalha muito fácil, mas o bem nem sempre. É necessário sacrificarmos um pouco para ajudar o outro. Isso é ser humano e eu desejo sim ser um exemplo já que o Governo não dá a atenção que a educação merece”, concluiu.[

Projeto abre vagas para pessoas com mais de 50 anos voltarem ao mercado de trabalho. Assista o vídeo:

Felicidade depois dos 50

Fomos conhecer a Edna, o Carlos e a Tânia, todos com mais de 50 anos e que tiveram suas vidas transformadas ao conseguir empregos formais por meio do projeto Golden Years. Algo que achavam que não iriam conseguir mais. Assistam:

Publiée par Razões Para Acreditar sur Mardi 26 février 2019

Cidadã de bem! 

Um ato de bondade que merece ser partilhado.