Professora desumana diz a menina com cancro que ela nunca mais vai ser bonita

A história a seguir não se trata de um caso curioso, mas sim uma história extremamente revoltante.

Uma professora de Canonsburg, Pensilvânia, está a ser acusada de “envergonhar uma menina de cinco anos, sobrevivente de um cancro, na frente da turma”.
[adinserter block=”1″]

Ma’Kayla Welsh foi diagnosticada com leucemia há quase dois anos. De acordo com sua página no site GoFundMe, Ma’Kayla precisa de quimioterapia e de tirar sangue semanalmente (o que ocorrerá pelo resto de sua vida). A criança está em remissão, mas precisou aprender a andar novamente depois que perdeu o tônus muscular das pernas. Ela também ficou completamente abalada quando o seu cabelo começou a cair.

“Ela ficou muito incomodada por perder cabelo novamente. Ela nem queria mais ir à escola quando ficou careca”, disse Nicole Welsh, mãe de Ma’Kayla, ao WPXI News.

A mãe disse ao Canal 11 AM News que a professora substituta envergonhou sua filha que luta contra o cancro.
[adinserter block=”10″]

Ma’Kayla estava na sua turma na escola primária de Wylandville, na sexta-feira, a tocar no pouco cabelo que lhe restava, quando, segundo a mãe, a professora a envergonhou na frente de todos os seus colegas de sala.

“A professora achou que ela estava a puxar o cabelo”, disse Nicole. “Ela disse que minha filha não seria mais bonita porque estava careca”.

Ma’Kayla ficou inacreditavelmente triste. As palavras a fizeram sentir-se feia. Nicole queixou se ao diretor e superintendente da escola e eles concordaram que a situação era “inaceitável”, afirmando que tomariam providências.

“Eles prometeram que ela nunca mais passaria por algo assim novamente”, disse Welsh.

Um vídeo sobre o cancro foi exibido na escola, para ajudar os colegas de MaKayla a entenderem o que ela estava passando. Nicole disse que quando o vídeo acabou, os alunos “se reuniram em volta dela e a abraçaram”. Hoje, Ma’Kayla recuperou seu ânimo de ir à escola.
[adinserter block=”11″]

Ainda assim, Nicole tem uma mensagem para a professora: “Cuidado com o que diz para as crianças. Palavras magoam mais do que qualquer outra coisa. Elas causam feridas que podem durar para sempre”.