Segurança social retira abono de família a bebe de 7 meses porque deixou de estudar

Segurança Social justifica à mãe que prestação está suspensa porque a bebé abandonou a escola.

Lara Gomes tem sete meses e nunca recebeu abono de família porque a Segurança Social diz que a bebé “deixou de estudar”.

“A minha filha ainda nem anda, mas é esta a informação que tenho da Segurança Social”, descreve a mãe de 18 anos, residente na Arrentela, Seixal.

Jéssica explica que o pedido do abono para a filha foi feito nos cinco dias após o nascimento da bebé. “Na Segurança Social disseram que a morada fiscal da mãe não coincidia com a da bebé, outras vezes diziam que o pai já tinha requerido, até que já este mês, uma funcionária da Segurança Social da Amora disse que a justificação que constava nos serviços é de que a Lara não tem abono porque deixou de estudar”, conta Sónia Azevedo, avó.

E acrescenta: “São 150 euros por mês que fazem a diferença no orçamento de uma mãe solteira”.

O Instituto da Segurança Social explica que o abono de família se encontra “deferido desde 20 de outubro de 2015”. Contudo, “a prestação encontra-se suspensa devido a um erro que consiste na morada existente no sistema de informação da Segurança Social e no assento de nascimento da criança não coincidirem” e que logo que a situação seja regularizada, “a prestação será paga com retroativos”.

No entanto, no documento que Jéssica Ferreira recebeu da Segurança Social da Amora, lê-se: “a prestação encontra-se suspensa por titular deixar de estudar”.

O que tem a sua graça. Isto só em Portugal…!!!